icone face  icone twitter


icone transparencia

Ouvidoria Geral

Serviço de Informações ao Cidadão

Relatórios

Defensoria Pública se manifesta na imprensa sobre judicialização da saúde

saúde
 
Na última quinta-feira (15/6), o Diário Catarinense publicou matéria sobre a projeção do Estado, de ajustar as contas da pasta da Saúde em 2 (dois) anos, e ouviu a Defensoria Pública Estadual a respeito do apontamento da judicialização da saúde como principal problema da dívida.
De acordo com o Secretário Estadual de Saúde, Vicente Caropreso, a judicialização da saúde é o principal problema da dívida.
Entretanto, "para o defensor público Djoni Luiz Gilgen Benedete, da 1ª Defensoria Pública do núcleo regional de Joinville, no entanto, essa visão é distorcida. Ele pondera que muito dessa situação se deve ao próprio Estado e pela falta de estrutura mínima de atendimento às demandas.
— Muito da judicialização se refere às próprias políticas públicas que deveriam ser fornecidas pelo SUS. É muita demanda de medicamento padronizado, que deveria ter no SUS mas ou falta no estoque ou o governo não se organiza para comprar de forma regular, o que obriga a uma judicialização que realmente não precisava. A saúde é um direito de todos e se o Estado cumprisse seu dever, boa parte da demanda não precisaria ir à Justiça — destaca."
 
 

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |